A cultura de analisar culturas

Daniel Fernandes

10 de março de 2015 | 06h59


É uma grande honra e alegria estrear este blog no Estadão PME e poder compartilhar com vocês o que tenho visto pelo mundo ao longo dos últimos dez anos sobre inovação, tecnologia, statups e, principalmente, cultura empresarial. Este último é um tema que me encanta e fascina por conta da grande diversidade que encontramos nas empresas e por ser um assunto de extrema importância que pode definir o desempenho da instituição no mercado, as características da equipe e a maneira como o serviço ou produto é visto pelo cliente.
Aos 18 anos eu tive a oportunidade de estudar no Massachusetts Institute of Technology (MIT) e iniciar uma jornada de sete anos morando e trabalhando nos Estados Unidos. Neste período morei em Boston durante a universidade e depois me mudei para o Vale do Silício, na Califórnia. Trabalhei em empresas com culturas totalmente diferentes uma das outras, como Microsoft, Google e Deutsche Bank, fundei empresas, conheci empreendedores do mundo todo e viajei muito para ampliar minha visão sobre negócios e empreendedorismo.
Além de viver alguns anos imersa na cultura do Vale, onde se respira tecnologia e inovação, algumas das experiências mais marcantes foram tours por diversas regiões do mundo com o intuito de visitar empresas e conhecer a cultura de cada uma.

Nos últimos dez anos, conheci mais de mil empresas em mais de 30 países. Isso foi extremamente enriquecedor. Conhecer culturas distintas foi essencial para ampliar a minha visão sobre o mundo dos negócios. Claro que alguns elementos de cultura não são aplicáveis para todas as empresas, há muitas peculiaridades, mas conhecer essas diferenças é uma oportunidade de abrir a cabeça para estratégias que às vezes nem sabemos que existem. E o interessante é explorar setores variados, pois isso nos permite conhecer elementos que podem ser transferíveis em algumas situações.
Eu adoro conhecer novas culturas empresarias e será uma alegria compartilhar o que tenho visto e vivido nos últimos anos. Por isso, vamos usar este espaço no Estadão PME para explorar mais esse assunto, conhecer cases que deram certo e cases que deram errado e entender como a cultura interfere em vários outros pontos de uma empresa.
Um novo olhar sobre uma cultura diferente pode agregar muito em determinada empresa ou até mesmo na nossa vida pessoal. E analisando diferentes casos e conhecendo histórias de sucesso e de fracasso teremos a chance de ampliar nosso olhar e desmistificar a máxima que diz que inovação tem uma fórmula certa e que há regras para uma empresa seguir.
 

Tudo o que sabemos sobre:

Bel PesceBlog do EmpreendedorEstadão PME

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.