ESTADÃO PME » » notícias

Economia| 26 de agosto de 2012 | 11h 23

Rede de lavanderia oferece serviço grátis para desempregados

A ideia por trás da iniciativa é garantir que os desempregados se mantenham limpos e bem apresentados, ampliando as chances de uma recolocação profissional

Estadão PME

Divulgação
Divulgação
A rede lava até três peças por semana de clientes que se autoproclamem sem emprego

A crise econômica que atinge os Estados Unidos, ao passo que gera uma série de obstáculos aos empreendedores locais, também produz casos inusitados de visão de negócios.

Uma rede de lavanderias sediada no estado de Pensilvânia, por exemplo, decidiu não cobrar pelos serviços oferecidos aos clientes que, por qualquer motivo, perderam seus empregos. A ideia por trás da iniciativa é garantir que os desempregados se mantenham limpos e bem apresentados, ampliando as chances de uma recolocação profissional.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::
:: Twitter ::
:: Facebook ::
:: Google + ::

“Sabemos que, quanto mais pessoas estiverem trabalhando na comunidade, melhor será para o nosso negócio”, afirma Bart Casiello, co-fundador da empresa e um dos idealizadores da iniciativa, em entrevista ao canal de televisão norte-americano FOX.

A ação atinge todas as 35 unidades da ZIPs Dry Cleaners, franquia que já é conhecida por seus preços populares (cobra US$ 1,99 por vestuário, cerca de R$ 4). A rede lava até três peças por semana de cada um que se autoproclame sem emprego. “Nós não pedimos comprovantes de desemprego ou qualquer coisa do tipo, isso poderia embaraçá-los. E desonraria nossa ação”, afirma.

Os EUA têm 12,7 milhões de desempregados, segundo o último levantamento realizado pelo Departamento de Trabalho. Em um relatório divulgado em julho, a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) contabilizou que 8,1% da população ativa norte-americana está sem um trabalho fixo. Para 2013, a expectativa é de que o número caia para 7,4%.

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui