ESTADÃO PME » » notícias

Transporte| 05 de junho de 2014 | 16h 45

Greve do Metrô aumenta a procura por sites de carona solidária

O aumento chega a 50% comparando com a média diária registrada pelas empresas

Estadão PME

Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão
Sem metrô, as pessoas buscam alternativas para se deslocarem

Com a greve dos metroviários e a paralisação do serviço de transporte sobretudo na manhã desta quinta-feira, 5, em São Paulo, o paulistano teve de buscar alternativas para se deslocar de casa para o trabalho. Nesse sentido, empresas que oferecem soluções de carona solidária acabaram faturando com o momento. De maneira geral, elas encontraram no transtorno gerado pela greve uma oportunidade para ampliar o alcance dos seus serviços.

::: Estadão PME nas redes sociais :::
:: Twitter ::
:: Facebook ::
:: Google + ::

Um dos exemplos é o da Caronetas, um site de caronas que integra colaboradores de empresas, centros empresariais e também pessoas físicas que não têm relação com essas empresa. Segundo o proprietário do negócio, Marcio Henrique Nigro, a plataforma registrou, no período da manhã de hoje, um aumento de 50% de novos cadastros, comparando com a média diária. "Antes do almoço, tivemos 120 novos cadastros, e até o final do dia deveremos ter por volta de 300", diz.

Com três anos de atividade, a empresa atende a 1,8 mil empresas e alcança cerca de um milhão de colaboradores que usam o site. Os clientes 'avulsos', que não são funcionários das empresas cadastradas que usam o serviço, mas também buscam uma alternativa para encontrar uma carona, somam 2,5 mil. Em maio, o Caronetas registrou 500 mil quilômetros de trajetos criados em sua plataforma.

Quem também identificou crescimento na procura dos serviços foi a Wappa Mobile, que oferece gestão para empresas na área de transportes, com objetivo de otimizar os deslocamentos de funcionários feitos por meio de táxis. "Estimamos um aumento de 40% hoje na cidade de São Paulo, comparando com a média diária", diz a gerente de marketing Isabela Gorniak.

A empresa registra uma média de 15 mil corridas por dia, sendo que a cidade de São Paulo representa 40% das viagens. A Wappa Mobile atende mais de mil empresas e tem 250 mil usuários cadastrados. Para esse ano, projeta um faturamento de R$ 150 milhões.

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui